Notícias e Eventos

Diretora da P&D Brasil, Rosilda Prates, participou como debatedora do painel Cidades Inteligentes da ICT Week.



 

 

 

Diretora Executiva da P&D Brasil, Rosilda Prates, participou como debatedora do painel Cidades Inteligentes da ICT Week. A P&D Brasil em conjunto com a ABDI coordena a vertical Cidades Inteligentes da Câmara de IoT do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A diretora ressaltou o projeto em desenvolvimento pela entidade o CIDHADE 2020, que se utilizando de soluções e equipamentos com tecnologia desenvolvida no país, busca proporcionar benefícios à administração pública e população do município com o objetivo maior de aumentar o IDH da região.

 

 

O secretário de Inclusão Digital substituto do MCTIC, Américo Bernardes, defendeu nesta quarta-feira (21) que a implantação de cidades inteligentes no Brasil seja focada o bem-estar da população. Segundo ele, os esforços devem ser direcionados para a melhoria da gestão pública de acordo com as necessidades de cada município.

 

Na opinião do secretário, a implantação do programa Cidades Digitais mostrou que não há um modelo único de cidade inteligente, o que dá liberdade para as prefeituras criarem soluções próprias. Desde 2012, a iniciativa conecta órgãos públicos e praças de acesso livre nos municípios por meio de uma rede fibras ópticas, além capacitar servidores públicos e oferecer aplicativos de governo eletrônico.

 

Na nova fase do programa, chamado de Minha Cidade Inteligente, o objetivo é usar as soluções de monitoramento inteligente para criar novas aplicações moldadas à rotina dos municípios. "O elemento-chave no programa é transformar esses dados de trânsito e segurança, por exemplo, em informações abertas que possam significar o desenvolvimento de soluções específicas para cada cidade por desenvolvedores locais", explicou Bernardes durante o painel "Cidades Inteligentes" da ICT Week.

 

Um estudo apresentado pela especialista Patrícia Ellen, da consultoria McKinsey, aponta que as cidades inteligentes devem movimentar nos próximos anos um mercado de R$ 2 trilhões no mundo. As cifras não representam apenas os gastos, mas levam em conta o potencial de aumento da produtividade, a qualidade de vida da população e a economia de tempo com o uso dessas tecnologias. Foram analisados 300 casos de uso de Internet das Coisas em 20 cidades.

 

Já para Daniel Bio, da empresa de tecnologia SAP, a expectativa é que as cidades criem ilhas de excelência que variem de acordo com as suas principais necessidades e sejam replicadas por outras localidades. Um dos exemplos, segundo ele, foi o desenvolvimento de um sistema de monitoramento urbano para combater as enchentes em Buenos Aires, na Argentina.

 

O Painel na ICT Week sobre cidades inteligentes debateu as questões: Quais os casos de sucesso no Brasil? Quais os elementos chave para o desenvolvimento? - O diretor Américo Bernardes participa do debate ao lado de representantes da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Associação de Empresas do Setor Eletroeletrônico de Base Tecnológica Nacional (P&D Brasil), da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas (RBCIeH) e das companhias Huawei, Indra, Libelium, McKinsey e SAP.

 

Evento

A ICT Week é um seminário promovido pelo MCTIC em parceria com a União Europeia como parte do programa Diálogos Setoriais. Até sexta-feira (23), o evento reúne especialistas, pesquisadores e empresários para discutir temas como segurança cibernética, serviços Over The Top (OTT), Internet das Coisas e tecnologia 5G.

 

 

Confira mais fotos.

 

 

Acesse as apresentações do evento.

 

 

Fonte: P&D Brasil com contribuições MCTIC

 

SCN Qd. 05 bloco A n° 50
Brasília Shopping - Torre Norte / Sala 926
Bairro Asa Norte - Brasília - DF
CEP 70715-900
61 3326 9977
pedbrasil@pedbrasil.org.br